Editorial

EDITORIAL SETEMBRO 2019
Planejamento Estratégico

O Planejamento estratégico de uma instituição é uma ferramenta da administração de extrema importância, pois auxilia gestores a pensar sobre a organização, antevendo realidades, riscos, competências, pontos fracos e fortes e, também, as oportunidades. Alguns itens são imprescindíveis para o estabelecimento do plano estratégico, tais como a definição da missão, visão, objetivos, metas.

Para realizar um planejamento, são necessários alguns passos:
1. Exige esforço organizacional contínuo
2. Requer leitura compartilhada da organização e do ambiente
3. Pressupõe uma vantagem competitiva
4. Traduz a estratégia com iniciativas concretas
5. Integra todas as camadas da organização
6. Conduz a uma visão de negócio futuro
7. Demanda monitoramento do percurso.

Após realizarmos todos esses passos, que não são fáceis, conseguimos identificar, dentre as principais ameaças, uma ação de nossos cooperados que vem crescendo, avolumando, demonstrando que, apesar de todos os nossos esforços, ainda persiste um grande caminho a ser percorrido na defesa do cooperativismo: o Credenciamento direto dos cooperados.
Não que essa conduta seja repreensível, porém não é desejável, principalmente em um momento em que observamos uma ação contumaz das operadoras no sentido de reduzir custos e o credenciamento direto, nada mais é do que isso: corte de custos.
E aí vem uma pergunta: de onde elas pretendem reduzir os custos?
Se você não pensou a respeito, saiba que é em seus honorários.
A SANCOOP possui uma infraestrutura voltada para a administração do serviço do cooperado e, para isso, temos uma equipe dispensável para monitorar o recebimento das guias de consultas e SADT (Serviço de apoio ao diagnóstico e tratamento) que faz uma avaliação minuciosa desses documentos visando evitar glosas, outro setor voltado especificadamente para acompanhar os atendimentos prestados em ambiente hospitalar que auxilia no processo de autorização, codificação, regularização dos prontuários, o setor de faturamento que precifica toda a produção do cooperado e também, o financeiro onde, além do repasse, busca incessantemente o recebimento das glosas. Além disso, monitoramos regularmente os reajustes anuais e a adequação à legislação pertinente à área.
Todas essas ações são monitoradas mensalmente, através do estabelecimento de metas que direcionam a cooperativa para o alcance dos objetivos traçados no planejamento estratégico, garantindo uma atuação eficiente na busca da satisfação de nossos cooperados.
Nesse mesmo planejamento, estão descritas as fraquezas da cooperativa, que são:

- Baixa percepção do cooperado dos benefícios gerados pela SANCOOP
- Baixa adesão dos cooperados às ações desenvolvidas pela SANCOOP.
- Desconhecimento dos cooperados das ideias cooperativista.

Diante disso, convido (a) a mudar essa parte da história, transformando nossas fraquezas em nossos pontos fortes!

Hebert Rogério Bento dos Santos
Médico Ginecologia e Obstetrícia
Cooperado desde 23/12/1996
Diretor Financeiro da SANCOOP
CRM 27889

Editoriais anteriores

Editorial Junho 2019

Editorial Janeiro 2019

Editorial Dezembro 2018

Editorial Setembro 2018

Editorial Maio 2018

Editorial Março 2018

Editorial Dezembro 2017

Editorial Setembro 2017

Editorial Junho 2017

Editorial Março 2017

Editorial Dezembro 2016

Editorial Setembro 2016

Editorial Junho 2016

Editorial Junho 2015

Editorial Fevereiro 2015

Editorial Outubro 2014

Editorial Julho 2014

Editorial Março 2014

Editorial Dezembro 2013

Editorial Setembro 2013

Editorial Julho 2013

Editorial Junho 2013

Editorial Março 2013



EDITORIAIS JORNAL DA SANCOOP Seja nosso colaborador

siga:@sancoopmoc